Artrose de joelho - Tratamento com Suplementação.

Artrose
A artrose é uma das doenças mais frequentes na espécie humana, é uma das principais causas de incapacidade física no indivíduo idoso. A frequência da artrose aumenta de modo significativo com a idade. Afeta cerca de 20% da população aos 45 anos e quase 100% aos 80 anos.
A artrose é resultado da degeneração progressiva dos tecidos que compõem a articulação, em particular a cartilagem, levando a um quadro de dor, deformação e limitação dos movimentos. Com o tempo, grande parte da cartilagem pode desaparecer completamente, provocando o atrito (crepitação) entre os ossos, deformação visível ou palpável (os osteófitos), ou ainda, fragmentos da cartilagem ou do osso subjacente, podem soltar-se para o interior da articulação e limitar ou mesmo bloquear os seus movimentos. Estas alterações, que constituem uma importante causa de dor e incapacidade, podem ser adequadamente apoiadas e tratadas, quando a doença é detectada precocemente.O joelho é a articulação mais atingida por esta patologia
Embora não haja cura para a artrose, é muito importante a definição de um protocolo terapêutico adequado para cada paciente, o que permite prevenir ou corrigir problemas da morfologia, aliviar os sintomas, melhorar a capacidade funcional e fundamentalmente, a qualidade de vida.

Sexo Feminino maior risco
De uma maneira geral, a artrose é mais frequente e mais agressiva no sexo feminino. A obesidade, o traumatismo, fatores hereditários, a pratica de esportes de impacto, doenças infecciosas, reumatismo e determinadas atividades profissionais, constituem os principais fatores de risco da artrose.

Principais Sintomas
O sintoma predominante na artrose é a dor articular, podendo no entanto ter localização variável, consoante a articulação afetada.A dor articular leva o doente a evitar gradualmente o uso da articulação, dai resultando um enfraquecimento dos músculos satélites e consequentemente a uma maior instabilidade, que vai contribuir para o agravamento progressivo da situação (deformação). A dor sentida a subir ou descer escadas, é particularmente vulgar na artrose do joelho dependente do compartimento femuro-patelar. Em regra, tem um inicio insidioso e progressivo e na sua forma mais característica, é desencadeada principal ou até exclusivamente, pelo movimento ou uso excessivo da articulação, podendo atenuar ou até desaparecer com o repouso. No entanto alguns doentes poderão sentir dores mesmo em repouso, sendo normal observar-se igualmente um aumento da dor após longos períodos de repouso. O doente tem, por exemplo, alguma dificuldade em levantar-se depois de ter estado sentado bastante tempo, situação que surge acompanhada de rigidez articular (articulação presa) e que cede em alguns minutos, após o movimento.

Diagnóstico
O diagnóstico da artrose leva em conta as queixas referidas pelo doente, com destaque para a localização, duração e características da dor, bem como o nível de amplitude articular. Se oexame clinico das articulações não for suficiente para estabelecer o diagnóstico, poderão ser realizadas radiografias e a tomografia computadorizada.

Tratamento 
É profundamente errado o conceito enraizado de que para artrose e para o sofrimento que lhe está associado, sendo uma consequência inevitável da idade, nada há a fazer para além de suportar as dores e assistir á deformação articular.
Não existem tratamentos médicos que permitam parar ou inverter em definitivo uma situação de artrose. No entanto, é possível nas fases iniciais, diminuir a dor e a rigidez das articulações, bem como melhorar os movimentos e a capacidade geral do indivíduo, proporcionando uma melhor qualidade de vida.
O protocolo terapêutico deverá ser adaptado a cada caso particular, dependendo da gravidade da situação, do numero de articulações afetadas, natureza dos sintomas, idade, ocupação e atividades diárias. A colaboração informada dos doentes, como já mencionado, é uma condição essencial para o sucessodoprograma terapêutico. É verdade que não dispomos de cura para esta doença, mas com a ajuda dos doentes e o recurso criterioso aos meios de tratamento disponíveis, o especialista pode dar uma ajuda decisiva para a melhoria do estado funcional dos doentes e da sua qualidade de vida. Sem dúvida que vale a pena tratar os doentes com artrose.

Atualmente um tratamento com recurso à administração intra-articular (de 3 a 5 infiltrações) de ácido hialurônico, realizada em ambulatório – sem necessidade de internação – permite a devolução da qualidade de vida a muitos doentes, aliviando a inflamação, as dores e as limitações de movimento de modo prolongado.
Este complemento terapêutico no tratamento da artrose designa-se por viscosuplementação e consiste na administração intra-articular de ácido hialurónico exógeno (sintético), numa articulação como o joelho, com o intuito de restaurar o normal ambiente da sua cartilagem e as propriedades viscoelásticas do seu líquido sinovial (líquido que tem como função lubrificar as articulações).

Proteção Articular
Consiste em evitar que as articulações atingidas sejam sujeitas a esforços excessivos, capazes de aumentar a dor ou agravar a doença. O doente poderá aprender a executar tarefas correntes de uma forma mais tolerável e adequada. O emprego de órteses de apoio para os membros inferiores ou até mesmo de uma bengala, poderá ser por vezes, extremamente benéfico para os joelhos.

Exercício Físico
Um programa de exercício físico diário é fundamental no controle da artrose. Sem ele, as articulações tendem a ficar mais dolorosas e rígidas, os ossos menos flexíveis, os músculos mais debilitados e a situação do doente agrava-se progressivamente. O programa de exercícios deve ser adaptado a cada caso particular. A prática diária de 10 minutos de bicicleta ergométrica em regime de “roda livre“, proporciona beneficio consistente na artrose do joelho. A marcha em piscina de água aquecida. Sugere-se por vezes, o recurso a um centro de recuperação, para ensino do doente.

Aplicação de calor e frio
São formas eficazes de diminuir a dor e a rigidez, ainda que temporariamente. Um banho quente pela manhã poderá melhorar significativamente o sofrimento e a rigidez matinal.A aplicação de frio ( crioterapia ), ajuda a diminuir a sensibilidade local e a reduzir a inflamação e o derrame intrarticular muitas vezes associado.

Controle de peso
Constitui uma atitude da maior importância, já que o peso excessivo determina um esforço adicional para as articulações de carga atingidas.
  
Dr. Luiz Carlos R Costa

 
   
unimesp.com.br - 2011 | Todos direitos reservados | Design FERNOCHI.com